quinta-feira, 15 de setembro de 2011




Não gosto de me explicar. Sou a pessoa mais difícil de entender. Vivo reclamando de tudo. Nunca chegou aos compromissos na hora certa. Apego-me a tudo e à todos com muita facilidade.  Já acreditei em felizes para sempre, mesmo sabendo que o para sempre um dia acaba. Já fui dormir com medo, e acordei com atitude. Nunca fui de dizer eu te amo para qualquer pessoa, mais a partir do momento que eu digo, significa que ela é muito especial. Não abaixo a minha cabeça por ter algo errado, continuo sempre em frente, pois afinal quem nunca errou? Sou tímido durante as primeiras 24 horas, depois disso ajo como se conhecesse a pessoa há anos. Se as pessoas não me respeitam eu não as respeito. Dificilmente eu esqueço o que me fizeram. Não me apaixono por palavras, me apaixono por atitudes. Não gosto de contar história sobre momentos que já vivi. Minha vida é baseada em escolhas... E a única coisa pela qual eu lutarei até os meus últimos segundos de vida será a minha família.

Nenhum comentário:

Postar um comentário