domingo, 3 de julho de 2011

         Não é drama, não é frescura, não é vontade de chamar atenção. É carência, é cansaço, é solidão!

Nenhum comentário:

Postar um comentário